A maioria dos jogadores concorda que ‘FFIX’ ( Final Fantasy IX ) é um dos melhores games da série. A Square (não havia fusão com a Enix na época) conseguiu criar uma experiência maravilhosamente profunda. Assim, ela não apenas homenageou a jogabilidade clássica de JRPG, mas também adicionou uma história de amor bem emocional.

Veja também os melhores jogos para android!

Mas a história não se limita ao amor e à guerra, já que pitadas de humor, como a abordagem incomum do enredo “sequestrar a princesa” ( a princesa Garnet na verdade pede a estranhos para sequestrá-la ) e muitos outros aspectos bobos ajudam a manter o tom leve e agradável. Assim, 16 anos após o lançamento original no PlayStation, a Square Enix portou o ‘FFIX’ para Android e IOS. Desse modo, uma nova geração de jogadores pode aproveitar a aventura da velha escola.

Como o jogo original tem inúmeras críticas e a nova versão é um port padrão com apenas algumas alterações, falarei principalmente sobre minhas impressões sobre esta versão. Joguei ‘FFIX’ em um Motorola One Fusion, que tem 64 GB de memória. O jogo requer a versão Android 4.1 ou superior. Além disso, também requer 8 GB de memória apenas para baixar e descompactar. Portanto, se você tiver um celular com especificações mais baixas, simplesmente instalá-lo pode ser um desafio.

Um jogo pesado para celulares com pouca memória

Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! - Foto: TB MAS
Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! – Foto: TB MAS

Ao descobrir isso, um amigo percebeu que o ‘FFIX’ vem com um minijogo gratuito e bem irritante. Assim, ele gosta de chamar de “limpeza de memória”.  Este minijogo consiste basicamente em lutar para apagar praticamente tudo no celular, que inclui todos os apps, bem como todas as músicas, fotos, vídeos e documentos. Além disso, os jogadores também podem usar um “cheat”, que consiste em um reset de fábrica. No entanto, onde está a diversão nisso? De qualquer forma, parece muito trabalho desnecessário limpar 8 GB de memória quando a instalação ocupa apenas 1,8 GB ( até 4 GB após vários salvamentos ).

No entanto, você esquecerá o esforço necessário para instalar o jogo assim que a primeira cena em HD aparecer. Tenho que admitir que fiquei muito impressionado com o visual em uma tela pequena. Além disso, estou ansioso para que mais jogos não casuais de alta qualidade cheguem em celulares. Dito isto, os visuais de jogo reais não são tão impressionantes. A Square Enix atualizou a maioria dos modelos de personagens e eles parecem ótimos em comparação com o original. No entanto, pouco esforço aparece para os planos de fundo.

Uma combinação estranha

Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! - Foto: YT MAS
Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! – Foto: YT MAS

Como resultado, a combinação de caracteres de alta qualidade contra fundos de baixa resolução parece um pouco estranha. Isso é perceptível principalmente no aspecto de aventura e não durante o combate, pois a maioria dos jogadores não presta atenção aos antecedentes quando há criaturas a serem aniquiladas. Mesmo com modelos de personagens aprimorados, a jogabilidade corre muito bem em todas as áreas, exceto no mapa do mundo, onde a taxa de quadros obviamente é mais lenta que o resto do jogo.

Os controles funcionam bem

Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! - Foto: YT MAS
Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! – Foto: YT MAS

Eu tinha dúvidas sobre como um jogo profundo como o ‘FFIX’ seria controlado quando limitado a uma tela sensível ao toque. Contudo, essas dúvidas foram rapidamente colocadas de lado depois de experimentar combate e aventura.  Para começar, os jogadores podem simplesmente tocar na tela para fazer seu personagem se mover para aquele local enquanto explora. No entanto, esse recurso é falho, pois às vezes o toque em um ponto não é registrado ou é ignorado em um caminho sinuoso.

Felizmente, este jogo também possui um D-pad virtual que aparece quando um dedo descansa na tela por um momento. Achei esse recurso muito útil, pois ajuda a ajustar o movimento, especialmente ao seguir um caminho de uma tela para outra. Ao incorporar os dois aspectos do movimento, orientar os personagens pelos vários ambientes tornou-se fácil e intuitivo. Dito isto, ainda pode levar várias tentativas para chegar ao alcance de um personagem ou objeto para interagir com ele. É bom que as bolhas de interação só apareçam na tela quando forem necessárias, caso contrário a tela ficaria confusa e o movimento seria inibido.

O combate não é perfeito, mas funciona bem

Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! - Foto: PA MAS
Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! – Foto: PA MAS

Quanto ao combate, os controles da tela sensível ao toque funcionam melhor do que nas aventuras. O mesmo tipo de menus na tela aparecem nesta versão como no original, mas os ícones devem ser tocados em vez de usar um controlador padrão. Algumas pessoas podem não gostar que é preciso um toque duplo para ativar a maioria dos “botões” do menu. No entanto, eu aprecio como isso alivia a chance de fazer uma escolha errada. Como os botões são tão pequenos na versão do ‘FFIX’ para celular, não é incomum tocar no botão errado mesmo com dedos pequenos ( os meus são tudo, menos isso ). Forçar os jogadores a tocá-los duas vezes diminui a chance de cometer um erro. Assim, um erro na hora certa pode mudar rapidamente o rumo da batalha contra os jogadores.

Boosters

Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! – Foto: PT MAS

Não é surpreendente descobrir que o ‘FFIX’ pode ser um desafio para os recém-chegados, e os desenvolvedores levaram isso em consideração ao incorporar sete truques ou boosters diferentes. Claro, é divertido jogar do jeito que foi originalmente feito, mas esses boosters podem mudar a jogabilidade e / ou tornar certos aspectos mais fáceis para jogadores casuais. Alguns dos boosters mais úteis incluem um modo de avanço rápido que aumenta a velocidade para tudo, desde combate a aventuras, bem como a capacidade de remover completamente encontros aleatórios.

Outros boosters incluem gil máximo (dinheiro), níveis máximos de personagem, dano máximo (9999) com cada acerto, habilidades de mestre instantaneamente e medidores completos para recursos de combate. Outra adição útil é a capacidade de desativar as introduções de batalha. Embora isso economize apenas cerca de 4-6 segundos por batalha, pode diminuir significativamente o tempo de jogo geral durante o período de centenas de batalhas.

Recursos de salvamento

Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! – Foto: PT MAS

Este jogo também incorpora vários recursos de salvamento que facilitam a vida das pessoas que gostam de jogar em movimento. Embora seja fofo que os jogadores possam salvar seu jogo sempre que encontrarem um “Moogle”, essas criaturas adoráveis ​​podem ser poucas e distantes entre si. Percebendo que os jogadores móveis nem sempre podem investir 30 minutos ou mais em um jogo por sessão, os desenvolvedores incorporaram uma função de salvamento automático que salva o jogo toda vez que os jogadores entram em uma nova sala. Isso significa que o jogo pode ser encerrado e retomado a qualquer momento simplesmente tocando no botão “continuar”.

Além disso, os jogadores podem repetir as batalhas contra chefes várias vezes sem precisar viajar do último salvamento no Moogle até o encontro com o chefe. Adições simples como essas tornam óbvio que os desenvolvedores queriam criar um ótimo jogo adaptado à experiência do jogo para dispositivos móveis.

Conclusão

Final Fantasy IX: confira o review do game mobile! – Foto: DT MAS

Apesar da irritante necessidade de limpar grandes quantidades de dados nos celulares com pouca memória apenas para instalar o ‘FFIX’, ainda é possível se divertir muito jogando o game. Felizmente, a maioria dos tablets modernos e os novos celulares possuem muito mais memória, então baixar este jogo não será um incômodo para os usuários. Muitas pessoas vão recusar o preço de US $ 10,99, mas não é um negócio tão ruim quando você leva em consideração as muitas e muitas horas de jogo de alta qualidade que são fornecidas. Na minha opinião, definitivamente vale a pena pegar essa versão do ‘FFIX’, mas acho que a experiência seria muito melhor em um tablet do que em um celular.

Baixe Final Fantasy IX para iOS;
Baixe Final Fantasy IX para Android.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário!